A depressão pós-parto e o seu impacto na relação mãe-bebé

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Cristiana Alves

Cristiana Alves

A interação da díade mãe-bebé é fundamental na comunicação entre ambos e no decorrer do desenvolvimento global da criança. Esta interacção ocorre, sobretudo, pelo olhar, pela fala, pelo toque. A partir do momento em que nasce, o bebé irá comunicar com o mundo através da mãe.
Esta será uma mediadora na relação de interação que o bebé irá estabelecer com o meio, no desenvolvimento da sua comunicação com o mundo externo.

Para que os bebés se convertam em adultos saudáveis e independentes, é necessário que lhe seja dado um bom princípio, o qual está assegurado na natureza, pela existência de um vínculo saudável entre a mãe e o seu bebé.

Em casos de pós-parto, e outros transtornos emocionais comuns neste período, este vínculo nem sempre acontece de forma satisfatória e as dificuldades encontradas pela mãe para atender à solicitação do seu bebé podem interferir negativamente no desenvolvimento do mesmo.

É grande a importância de atenção específica aos casos de transtornos emocionais na maternidade nas diferentes etapas do desenvolvimento, tanto do ponto de vista das necessidades infantis como maternas, destacando-se as manifestações de dificuldades no relacionamento entre mãe e filho.

Não significa que todas as situações reflectirão dificuldades severas, mas é preciso reconhecer o esforço psicológico de mulheres que tiveram dificuldades iniciais de vínculo, permitindo o acesso às vivências depressivas iniciais.

É certo que os cuidados ao bebé requerem uma mãe emocionalmente disponível, o que nem sempre ocorre.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: