A solidão

Cristiana Pereira

Cristiana Pereira

A solidão, apesar de ser algo sentido a um nível universal, é ao mesmo tempo complexa e únicaa cada indivíduo. A solidão não tem causa única comum, por isso, as prevenções e os tratamentos para este estado de espírito variam bastante de pessoa para pessoa. Por outras palavras, uma criança solitária que luta para fazer amigos na escola tem necessidades diferentes em relação a um homem idoso solitário que perdeu a sua esposa recentemente.

A solidão conduz ao sentimento de um vazio,sentimo-nos sozinhos e indesejados. Nestas situações, as pessoas anseiam muitas vezes o contato humano, mas o seu estado de espírito faz com que seja mais difícil conectar-se com outras pessoas.

No entanto, algumas correntes teóricas defendem que a solidão não é necessariamente sobre estar sozinho. Pelo contrário, é a perceção de estar sozinho e isolado. Por exemplo, quantas vezes já se sentiu sozinho numa sala cheia de gente?

De acordo com estudos realizados na Universidade de Chicago,a solidão está fortemente relacionada com a genética. No entanto, existem outros fatores que contribuem para a solidão, como o isolamento físico, a mudança para um novo local ou o divórcio. A morte de alguém importante na vida de uma pessoa também pode levar a sentimentos de solidão.

Além disso, a solidão também pode ser atribuída a fatores internos, como a baixa autoestima. As pessoas que não têm confiança em si mesmas, muitas vezes acreditam que não são dignos da atenção ou respeito de outras pessoas, podendo levar ao isolamento e à solidão crónica.

Neste sentido, damos-lhe algumas sugestões que o podem ajudar a superar a solidão:

– Permita-se aceitar que a solidão é um sinal de que algo precisa mudar;

– Compreenda os efeitos que a solidão tem na sua vida, tanto física como mentalmente;

– Considere fazer serviço comunitário ou outra atividade que goste. Estes contextos oferecem oportunidades para conhecer pessoas novas e cultivar novas amizades e interações sociais;

– Foque-se no desenvolvimento de relacionamentos com pessoas que partilham atitudes, interesses e valores semelhantes aos seus;

– Espere o melhor. Pessoas solitárias muitas vezes esperam rejeição, por isso, concentre-se em pensamentos e atitudes positivos nos seus relacionamentos sociais.

2014-07-07T20:43:15+00:00 Julho 7th, 2014|Cristiana Pereira, Desenvolvimento Pessoal|
Translate »