Ansiedade Generalizada e Terapia de Grupo

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

RelaxamentoA perturbação da ansiedade generalizada caracteriza-se pela presença de preocupações excessivas e recorrentes sobre aspectos do quotidiano – o trabalho, os filhos, a saúde da família ou tão simplesmente acerca das questões do dia-a-dia, e tende a ser acompanhada de sintomas físicos.

A preocupação é a resposta normal quando se enfrenta uma situação cujo desfecho é imprevisível e potencialmente negativo. Todos nós nos confrontamos de onde em onde com algum nível de preocupação, o que sucede é que alguns de nós tendem a preocupar-se mais com o que os rodeia. Se sente que tem uma preocupação excessiva, incontrolável e quase irracional com as coisas do dia-a-dia e que a mesma é desproporcional face às situações, é provável que sofra de uma perturbação de ansiedade generalizada.

Na perturbação de ansiedade generalizada tudo se passa como se as preocupações tomassem de assalto o nosso pensamento e o ocupassem durante muitas horas do dia. Você tenta expulsá-las, libertar-se delas, mas não consegue. E elas cansam-na(o), moem-lhe o corpo, destroem-lhe o humor e acabam por interferir com o seu sono.

As pessoas que sofrem de ansiedade generalizada têm uma preocupação constante e excessiva, que as leva a ver todos os acontecimentos como potencialmente perigosos. Não é fácil viver assim, imaginando que cada pequeno acontecimento pode desencadear uma situação complicada e descontrolada, com a cabeça a ser constantemente invadida por pensamentos e imagens que geram desconforto e ansiedade. Imagine o que é viver assim ao longo de dias, meses e anos… O resultado é uma enorme sensação de cansaço, exaustão e de desmoralização, que com o passar do tempo conduz frequentemente à depressão.

Geralmente as pessoas não se queixam da preocupação que interfere com o seu bem-estar, até porque na nossa cultura se parte do princípio que a preocupação é sinónimo de responsabilidade e maturidade, pelo que as pessoas que sofrem de ansiedade generalizada se queixam sobretudo é de um imenso cansaço, de agitação nervosa e irritabilidade, de dores musculares, de perturbações do sono, de dificuldades de concentração e de uma indecisão permanente. De um mal-estar geral, para o qual no fundo não encontram justificação aparente.

De um modo geral, somos tentados a pensar que a preocupação não é nada de mais. Hoje contudo sabe-se que a preocupação excessiva pode ter um impacto tão grande como a depressão major, em virtude de interferir com diferentes áreas da nossa vida – profissional, familiar ou pessoal.

Na base desta perturbação encontra-se, fundamentalmente, uma dificuldade grande em gerir a incerteza própria da vida, a que se aliam alguns erros de raciocínio e crenças sobre a adequação e o valor da preocupação, bem como sobre o nível de risco e de controlo envolvidos nas situações quotidianas.

É possível aprender a controlar os seus níveis de preocupação e ansiedade – a preocupação em excesso não é útil e só paralisa. É possível aprender a gerir a intolerância à incerteza que é o combustível da preocupação – não pode eliminar a incerteza da sua vida, mas pode aumentar a sua tolerância face à mesma. A sua vida pode ser diferente daquilo que tem sido até aqui.

A Oficina de Psicologia tem psicólogos vocacionados para lidar com este problema, pode inclusivé integrar um grupo de Ansiedade Generalizada e perceber que aquilo que sente não sucede apenas consigo. O trabalho em grupo é particularmente útil, não só porque nos ajuda a perceber e a sentir menos sós e estranhos, como nos permite ao mesmo tempo partilhar e aprender com as experiências dos outros.

O Grupo terapêutico funciona em sessões semanais de 1h30 ao longo de 12 semanas com cerca de 10 participantes.

Saber mais sobre Ansiedade Generalizada

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: