Artigos

As famílias mais numerosas têm mais saúde?

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
Francisco Ferreira

Francisco Ferreira

Em tempos de precariedade, austeridade e todas as outras “ades” que têm desafiado a capacidade de equilíbrio social, económico e psicológico das famílias, é natural pensar que ter apenas um filho é a resposta mais indicada para enfrentar os obstáculos sociais com que nos deparamos. Se do ponto de vista estritamente financeiro são claros os benefícios da educação uni filial, existem claros benefícios em termos de desenvolvimento e preparação para a vida adulta nas famílias com mais de um filho.

A existência de irmãos implica uma competição pela valorização parental que leva a que cada um dos filhos treine quer as suas competências de regulação da relação com um par quer as suas capacidades para lidar com a frustração quando a sua necessidade de afeto é temporariamente submersa pelas necessidades do irmão ou da irmã. Muitos dos episódios depressivos e ansiosos presentes em adultos que procuram ajuda no consultório de psicologia têm por base a falta de estratégias para lidar com a frustração. Quando ajudados pelos educadores a perceber que todos ocupam um lugar de “criança pertencente ao grupo familiar, com os mesmos direitos e os mesmos deveres”, os irmãos prestam também um auxílio fundamental à família ao salientar os limites claros entre o sistema dos adultos e o sistema dos filhos. Este círculo que começa no afeto dos pais, estimulando a competição nos filhos e demarcando os limites claros que definem a hierarquia, acaba posteriormente por provocar e reforçar a colaboração entre irmãos, que pode vir a revelar-se como contexto de referência no que respeita aos alicerces da cooperação social.

Não podemos concluir que as famílias mais numerosas têm melhor qualidade de vida que as famílias sem filhos ou com apenas um filho, mas podemos afirmar que o contexto familiar que promove não só as relações de vínculo entre pais e filhos mas também de negociação paritária, como a que caracteriza a fratria (conjunto de irmãos), é potenciador da resiliência emocional e da capacidade para superar com sucesso as diferentes etapas evolutivas.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
0
  Talvez também lhe interesse:

Add a Comment


Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress