Psicoterapia

Já sentiu medo do medo?

Já sentiu medo do medo?

Cristiana Pereira

Medo de ir, medo de sair, medo de uma consulta, medo de sofrer, medo de se envolver e de o poderem magoar, medo do preconceito, medo de falhar, medo de não ser aceite, etc., etc… Já reparou que não são os receios reais, mas os que imaginamos que nos fazem perder a noção da realidade, que nos paralisam, que dificultam a nossa vida e as nossas decisões?

Continuar a ler

0

Grupo de Tratamento Perturbação de Pânico

Grupo Tratamento de Perturbação de Pânico

O que é o pânico? O pânico pode ser descrito como um período de tempo de medo ou desconforto intensos durante o qual quatro (ou mais) dos seguintes sintomas se desenvolveram abruptamente e atingiram um pico num espaço de 10 minutos.

Estes podem ser, então, palpitações cardíacas, batimentos cardíacos fortes ou coração acelerado; suores; tremores; dificuldade em respirar; sensação de sufoco; dor no peito ou desconforto ...

Continuar a ler
0

Ansiedade social

Alguns de nós quando se relacionam com os outros sentem-se pouco à vontade e algum desconforto.

O desconforto pode ser mais ou menos intenso e assumir formas diversas desde sensações de inquietação, apreensão e nervosismo, até palpitações, tremores, suores, mal-estar gastrointestinal, rubor e confusão mental, acompanhados de uma sensação de medo quase irracional. Se estes sintomas se intensificam ao ponto de querer evitar as várias situações sociais é natural que sofra ansiedade social.

Nas situações de ansiedade social receamos no fundo ...

Continuar a ler
0

O hábito faz o monge. O que vai “vestir” em 2017?

O hábito faz o monge. O que vai “vestir” em 2017?

Cristina Sousa Ferreira

A nossa vida é essencialmente a soma dos nossos hábitos!
De acordo com a investigação, os hábitos representam 40% dos nossos comportamentos em cada dia. Uma percentagem impressionante, não acha? Será então que criamos os nossos hábitos ou são eles que nos criam a nós? Seremos livres para tomar as nossas decisões ou somos condicionados pelos nossos hábitos?
Mas o que é isso de HÁBITOS afinal?

Continuar a ler
0

4 passos para a mudança!

4 passos para a mudança!

Cristiana Pereira

“Ano Novo, Vida Nova”, ouvimos sempre no início de cada ano. Frequentemente, nesta altura, surge a vontade de implementar novos hábitos e novas rotinas. Mas, sente-se, realmente, determinado para fazer alguma mudança? Talvez, mas também é provável que não esteja 100% comprometido com o objetivo.

O facto de decidir mudar de direção pode criar-nos uma tensão interna entre o que temos feito e o que queremos estar a fazer. E, por vezes, o não reconhecimento ...

Continuar a ler
0

Falha sempre as resoluções? Isto é para si!

Falha sempre as resoluções? Isto é para si!

Rita Torres

Compram-se as passas e às 12 badaladas do dia 31 de dezembro é ver-nos a comer uma a uma, de olhar distante e movimento introspetivo. Reconhece o cenário, certo? De facto, na passagem de ano existe uma tendência para estabelecer metas. Nada de estranhar nisto. Afinal, é o fim de mais um ciclo, sinalizado por rituais de passagem, que são, por vezes, importantes para que um ano não seja igual ...

Continuar a ler
0

Nuvens que querem calor

Nuvens que querem calor

Nuno Mendes Duarte

Acordo há meses com nuvens na cabeça. Sim. Dentro da cabeça, espessas, carregadas, negras. Nuvens de tempestade, numa vida sem céu ou trópicos.

Dizem-me que tenho o ciclo da água avariado. Falta de calor no coração, insuficiência de irrigação no olhar e a água não sai do corpo.

  • E não tem arranjo? Sei lá, um canalizador das válvulas lacrimais…

O teu pai deixou-me um quarto vazio, no apartamento do céu

  • Quatro quartos vazios no coração, todos para ...
Continuar a ler
0

A psicoterapia é um alguidar azul para bater filhoses

A psicoterapia é um alguidar azul para bater filhoses

Nuno Mendes Duarte
Hoje em dia quase tudo é instantâneo. Há até quem nos queira convencer que a felicidade e o bem-estar são instantâneos.

Por isso, vai inevitavelmente existir frustração em barda. Porquê?
Porque o bem-estar não é rápido, não chega à velocidade de um tweet ou frase motivacional.
Porque, de uma forma geral, nos convencemos que comer descartável é normal, “porque tem de ser”.
Porque o esforço que o ...

Continuar a ler
0

Ir ao psicólogo é como… Como o quê?

Uma das artimanhas do seu cérebro é que funciona por comparação. Quer se aperceba disso ou não, e sobretudo sempre que lida com conceitos novos ou que domina mal, o seu cérebro começa por encontrar qualquer outro ponto de referência que já conheça, para estabelecer as semelhanças e diferenças e encontrar uma linha de entendimento: “isto é como aquilo nestes aspectos”.

Por isso, as analogias e metáforas são tão usadas quando se ensina e todos – crianças a adultos – ...

Continuar a ler
0
Page 1 of 6 12345...»

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress