Cristiana Pereira

Já sentiu medo do medo?

Já sentiu medo do medo?

Cristiana Pereira

Medo de ir, medo de sair, medo de uma consulta, medo de sofrer, medo de se envolver e de o poderem magoar, medo do preconceito, medo de falhar, medo de não ser aceite, etc., etc… Já reparou que não são os receios reais, mas os que imaginamos que nos fazem perder a noção da realidade, que nos paralisam, que dificultam a nossa vida e as nossas decisões?

Continuar a ler

0

4 passos para a mudança!

4 passos para a mudança!

Cristiana Pereira

“Ano Novo, Vida Nova”, ouvimos sempre no início de cada ano. Frequentemente, nesta altura, surge a vontade de implementar novos hábitos e novas rotinas. Mas, sente-se, realmente, determinado para fazer alguma mudança? Talvez, mas também é provável que não esteja 100% comprometido com o objetivo.

O facto de decidir mudar de direção pode criar-nos uma tensão interna entre o que temos feito e o que queremos estar a fazer. E, por vezes, o não reconhecimento ...

Continuar a ler
0

A hora de acordar

 

Para que horas marcou o despertador? Talvez os seus horários estejam errados!

 

De acordo com Paul Kelley, um especialista do sono da Universidade de Oxford, os horários que estabelecemos para o nosso quotidiano estão errados, pois estamos a contrariar os horários naturais do corpo humano. Segundo Paul Kelley, as consequências são muitas: o cansaço surge mais cedo, o rendimento diminui e a saúde começa a deteriorar-se mais depressa. Então, para que horas devemos marcar os despertadores?

 

Aos 20 anos: acordar às ...

Continuar a ler
0

O medo já tomou decisões por si?

Sabemos que o medo é uma emoção básica do ser humano. E esta tem o propósito de sinalizar o perigo e prepara-nos fisicamente para que possamos fazer o necessário para a sobrevivência. Quando tal se justifica, o medo pode ser um dos nossos recursos mais vitais.

No entanto, o medo tem vindo a tornar-se uma espécie de negócio, em vez de um útil e valioso recurso. Vivemos num clima alimentado pelo medo. Os media invadem o nosso dia-a-dia com várias ...

Continuar a ler
0

Os objectivos querem-se SMART!

Objetivos. Metas. Qual a importância deles? Tanto na vida pessoal, como na vida profissional vivemos numa era bastante focada na definição de objetivos e com a ideia de que, para se ser bem-sucedido, eficaz e produtivo, é muito importante ter objetivos bem claros e definidos.

Por vezes, os objetivos estabelecidos são irrealistas, como por exemplo, as resoluções de Ano Novo ou quando é esperada uma mudança repentina nos hábitos alimentares ou em relação à prática de exercício físico. É como ...

Continuar a ler
0

Como lida com os conflitos?

Como lida com um conflito? Enfrenta-o ou procura evitá-lo sempre que pode? Por mais que tentemos evitar, os conflitos fazem parte da vida. Muitas vezes são os conflitos que nos fazem crescer, que nos empurram para fora da zona de conforto, que nos ajudam a descobrir forças que desconhecíamos ter.

Porém, alguns de nós evitam até aproximar-se da zona de conflitos. Por vezes é falta de autoconfiança, pois faz-nos sentir que não somos capazes de nos ...

Continuar a ler
0

Amigos reais vs. amigos virtuais

Nunca tivemos tanta facilidade em comunicar como hoje e, ao mesmo tempo, tanto isolamento. Se a internet nos permite uma rápida ligação com os outros e favorece a extensão nos contactos, por que será que as pessoas se sentem cada vez mais isoladas?

Os chats na internet são precisamente uma atracção para quem se sente sozinho, e procura alguém para passar tempo, sem comprometer a sua privacidade.

Porque é que este tipo de contacto é ...

Continuar a ler
3

Deixe a frustração sair!

A frustração é o sentimento que surge quando não realizamos um desejo ou uma necessidade pessoal, ou seja, é a reação a uma expectativa não correspondida. Por outras palavras, podemos dizer que é aquilo que sentimos quando algo que queremos ou esperamos não acontece. Essa não satisfação do desejo gera uma espécie de tensão interna, geralmente, como uma sensação de tristeza e aborrecimento ou, em alguns casos, de desespero ou zanga, entre outras emoções.

Especialmente na ...

Continuar a ler
0

O egoísmo pode ser saudável?

A moralidade exige que sejamos altruístas. Até que ponto devemos ser altruístas? Talvez não tenhamos de ser heroicos, mas espera-se ainda assim, que estejamos atentos às necessidades dos outros, pelo menos até certo ponto.

E as pessoas ajudam-se, de facto, entre si: fazem favores umas às outras, fazem voluntariado em hospitais, doam órgãos e oferecem sangue, as mães sacrificam-se pelos filhos, os bombeiros arriscam a vida para salvar pessoas, etc.

O chamado “egoísmo psicológico” defende ...

Continuar a ler
0

A solidão

A solidão, apesar de ser algo sentido a um nível universal, é ao mesmo tempo complexa e únicaa cada indivíduo. A solidão não tem causa única comum, por isso, as prevenções e os tratamentos para este estado de espírito variam bastante de pessoa para pessoa. Por outras palavras, uma criança solitária que luta para fazer amigos na escola tem necessidades diferentes em relação a um homem idoso solitário que perdeu a sua esposa recentemente.

A solidão ...

Continuar a ler
0
Page 1 of 4 1234

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress