Eles também se preocupam com a aparência (às vezes, até demais!)

2017-06-11T07:50:58+00:00 Maio 31st, 2015|Perturbação obsessiva-compulsiva, Psicoterapia, Vários autores|

Chegados os dias quentes, o tópico da aparência física vem muitas vezes à baila entre as mulheres. Ou é porque queremos fazer aquela dieta eternamente adiada, ou porque queremos tonificar algumas zonas do corpo, ou porque queremos ficar bem naquele vestido.   Porém, não são só as mulheres a preocuparem-se com o seu corpo. Muitos [...]

A vinculação da sua infância

2017-03-10T16:15:19+00:00 Maio 30th, 2015|Casais e Famílias, Desenvolvimento Pessoal, Psicoterapia, Relações, Saber Psicologia, Vários autores|

Resumo: Saiba porque é que a relação com os nossos pais, ou cuidadores primários, é tão definidora do que somos (e do que ainda vamos ser). John Bowlby, um psiquiatra e investigador britânico, do século XX, foi um dos primeiros a perceber a importância das primeiras relações que estabelecemos: com os nossos pais, ou cuidadores [...]

Quem tem medo da psicoterapia

2014-08-27T10:18:31+00:00 Agosto 27th, 2014|Psicoterapia, Reflexões, Serviços|

Nem sempre é fácil compreender quando está a chegar ao seu limite. É natural que acredite que parte dos seus problemas poderão ser resolvidos sem ajuda, até porque foi assim que sempre se conheceu. Nós não questionamos as suas capacidades e os seus recursos. O que apresentamos neste artigo é uma reflexão sobre um tema [...]

Medo de Ser Feliz – Isso Existe?!

2017-03-31T13:06:54+00:00 Maio 14th, 2014|Psicoterapia, Vários autores|

Autor: Margarida Marcão O medo de cobras, alturas, aranhas, até o medo de palhaços parecem poder fazer algum sentido para a maioria das pessoas, mas que uma pessoa tenha medo de ser feliz já é coisa para a maioria de nós duvidar. Não é o que toda a gente quer, ser feliz? Então porquê o [...]

Tempos difíceis, em companhia terapêutica – Parte I

2014-04-29T12:43:44+00:00 Abril 29th, 2014|Desenvolvimento Pessoal, Psicoterapia, Reflexões|

Cláudia D. Rodrigues Convido-o(a) a ficarmos por um momento com algo difícil. Bem sei que o convite não parece simpático, mas garanto-lhe que serve um bem intencionado e valioso propósito. É o que muitas vezes fazemos em Psicoterapia: permitirmos tempo e espaço a que experiências difíceis possam existir, tanto quanto possível, sem censuras [...]

Tempos difíceis, em companhia terapêutica – Parte III

2014-04-24T10:42:29+00:00 Abril 24th, 2014|Desenvolvimento Pessoal, Psicoterapia, Reflexões|

Cláudia D. Rodrigues Se sobreviveu às dificuldades anteriores, vai com certeza poder vir a perceber algo mais além dessa experiência difícil. Para concluirmos esta curta viagem psicoterapêutica, relembro-lhe o convite que temos vindo a abraçar desde o início: Fiquemos um pouco com algo difícil. No momento em que se confronta com a impossibilidade [...]

Tempos difíceis, em companhia terapêutica – Parte II

2014-04-18T17:17:23+00:00 Abril 18th, 2014|Desenvolvimento Pessoal, Psicoterapia, Reflexões|

Cláudia D. Rodrigues Proponho-lhe uma pequena experiência ao mundo psicoterapêutico como o entendo. Para isso, volto ao convite inicial, colocado anteriormente na 1ª Parte deste texto. Fiquemos por um momento com algo difícil. Se ainda aqui está comigo, e conseguiu não saltar o anterior texto, talvez tenha boas hipóteses de conseguir ter forças [...]

Extinguir o fogo da raiva

2017-04-01T09:47:26+00:00 Março 7th, 2014|Emoções, Psicoterapia, Vários autores|

Autor: Sara Gonçalves A raiva é uma emoção poderosa. É um fogo que pode ser devastador. Quantos de nós já não sentimos, em maior ou menor escala, essa zanga connosco próprios ou com os outros? E essa zanga, essa raiva, muitas vezes pode fugir do nosso controlo, como se de um fogo se tratasse. E [...]

Quando a ansiedade e o medo se instalam

2017-04-01T10:38:01+00:00 Janeiro 8th, 2014|Ansiedade, Psicoterapia, Vários autores|

Autor: Susana Matos A ansiedade tem sido descrita como um dos males do nosso tempo. Porém, a ansiedade é uma resposta adaptativa do nosso organismo, que tem aspectos positivos. Por exemplo, se tivermos uma apresentação oral num congresso, uma certa dose de ansiedade mobiliza-nos para a acção: se estivermos demasiado relaxados, não nos preparamos para [...]

Translate »