Comportamento manipulador nas crianças

Comportamento manipulador nas crianças

Eu quero agora! Já!

Segundo um estudo apresentado no The Journal Of Child Psychology And Psychiatry, 98% das crianças até aos 10 anos estão muito centradas nos seus próprios interesses e prazeres egocêntricos, manipulando os adultos para obter algo como um chocolate ou um brinquedo novo!

Estes comportamentos podem atingir um nível mais problemático, quando não existem limites colocados pelos adultos e muito diálogo para criar consciência e sensibilidade. Estas crianças têm pouco controlo sobre os seus impulsos, não conseguem planear e podem mesmo tornar-se violentas ou produzir birras extraordinárias, quando as suas necessidades não são imediatamente saciadas.

As “crianças usarão todas as ferramentas à sua disposição para assegurar a gratificação”, afirma Mateo, investigador deste estudo. “E assim que o desejo for cumprido, seja ele algo material ou simplesmente um desejo insaciável e narcisista que queiram ver validado, elas rapidamente ficam aborrecidas e perdem interesse nas suas vítimas, pensando de seguida em qual vai ser o seu próximo desejo hedonista.”

Mateo acrescenta ainda que quando as crianças são confrontadas directamente com as consequências do seu comportamento, têm pouca ou nenhuma capacidade de expressão de culpa, para além de afirmações de “arrependimento”, a que geralmente são coagidos a assumir e por isso são facilmente imitadas “Desculpa”, “Não volto a fazer”, “Foi sem querer”.

Mateo afirma também que os avós são especialmente susceptíveis a este tipo de comportamento manipulador.

Apesar das evidências apresentadas neste estudo, as mesmas foram alvo de pesadas críticas pelas pessoas que se associam com crianças numa base regular e que se recusam a acreditar que estão a partilhar as suas casas com pequenos ditadores.

E em sua casa?

Fonte: New Study reveals most children unrepentant sociopaths – by, Leonard Mateo – University of Minnesota (12, 2009), in The Onion America’s Finest New Source.

 

Vera Lisa Barroso
Vera Lisa BarrosoPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2017-03-15T14:38:05+00:00 Setembro 17th, 2014|Crianças & Pais, Vera Lisa Barroso|