Contar contos de fada às crianças…

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Vera Lisa Barroso

Vera Lisa Barroso

E a moral da história é…?

(Porque continuamos a ler contos de fadas às crianças?)

Os contos de fadas têm uma longa história de vida. Televisão, computador, videojogos, os equipamentos electrónicos mais sofisticados, venham todos juntos e ainda assim… Os contos de fadas têm o seu lugar especial nas prateleiras do quarto e nas histórias mais criativas que os pequenos contam à mesa.

Princesas, bruxas, monstros, fantasmas, gigantes… Que mensagens transmitem estas histórias fantásticas? Ora… Tantos significados diferentes para cada criança! Os contos (e as personagens com as quais se identificam) proporcionam ajuda preciosa para superarem as suas dificuldades e crescerem de forma saudável.

Desde cedo as crianças experimentam decepções, zangas, rivalidade entre irmãos, o confronto com o mundo exterior, solidão e medos. Alguns pais sentem a necessidade de as proteger daquilo que é menos bom na vida, embora esta abordagem reforce preocupações, porque a criança ou cresce longe da realidade, ou no contacto e partilha com outras crianças vai criando histórias que se afastam da realidade e poderão ser ainda mais assustadoras!

Os contos de fadas ilustram a morte/perda dos pais (Branca de Neve), adultos poderosos para com as crianças (Capuchinho Vermelho), o ciúme fraterno (Cinderela), as difíceis escolhas da vida (Pequena Sereia), etc., etc. Falam sobre as crueldades da vida e lutas internas, dando-lhes uma forma tangível, que as torna menos assustadoras. Um lobo, por exemplo, é assustador, mas podemos rir, sonhar com as trapalhadas dele e, portanto, livres do terror inspirado pelas ansiedades arcaicas “de devorar”.

As histórias ajudam as crianças a resolver problemas. O que é bom ou mau? É melhor ser bom ou mau? Como encontrar o amor? Como crescer e deixar a família? As dificuldades da vida são inevitáveis, mas se, em vez de fugir, enfrentarmos com firmeza as situações inesperadas, temos a oportunidade de superar os obstáculos e conseguir o que queremos.

Os contos de fadas podem falar com as crianças: mais do que qualquer discurso sério, atingem as crianças de uma forma que lhes é familiar… a forma mágica! A fada boazinha pode personificar a vontade em ajudar e ser solidário ou mesmo o poder de concretização de vontades e desejos; a bruxa má a vontade de destruição; as irmãs invejosas despoletam ciúmes e raiva…

Os contos de fadas são tão ricos em possibilidades que a mesma história pode falar para crianças diferentes, em idades diferentes, e transmitir mensagens iguais ou distintas, de acordo com as suas necessidades no momento.

Não existem histórias melhores ou piores para o seu filho. Nada como ser orientado por ele próprio. As escolhas que ele fizer dentro dos vários contos que estão à disposição também lhe podem dar alguns sinais das vontades, desejos ou preocupações e inquietações dele. E as preferências podem ir mudando de acordo com as várias fases em que se encontra.

Ah! E não quebre o feitiço! Viva com o seu filho a intensidade emocional que um conto de fadas pode provocar em cada um de nós!

Boas leituras!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: