Cuidadores de cuidadores: precisam-se!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Ana Sousa

Ana Sousa

Muitas pessoas passam as suas vidas ao serviço dos outros, sempre dispostas a abdicar de algo em prol da vontade de terceiros. São elas que asseguram muitas tarefas familiares, sendo também pressionadas para fazerem o que se espera delas e não desiludir os outros.

São elas que têm de gerir a casa, de cuidar das decisões importantes da família, procurando sempre o equilíbrio entre todos. As complicações chegam quando o tempo passa e se esquecem continuamente de dar atenção ao que elas próprias querem e precisam.

Habituadas a viver viradas para o exterior, é como se nunca tivessem de facto aprendido a gostar de algo, a escolher para si entre várias opções. O pensamento vai sempre para o que os outros gostariam que escolhessem, ou como os outros se iriam sentir se elas escolhessem algo sem pensar neles e pensando em si pela primeira vez.

Este desgaste acompanha muitas pessoas e pode levar a estados depressivos e ansiosos.

Cuidar dos outros pode ser importante, mas quem cuida de si então?

Olhe para dentro de si e vá percebendo o que as suas emoções lhe dizem! Talvez seja o momento de tirar algum tempo para ser cuidador do cuidador que há em si, ou pedir algum conforto aos outros.

Escolha um sítio que goste, por muito tempo que leve a decidir e passe lá algum tempo, sentindo que cuida de si. Faça um prato que goste e saboreie em toda a sua plenitude. Passe tempo consigo e mime-se com o descanso que precisa, um livro que goste de ler ou uma música que ache bonita. Dedique algum tempo aos seus hobbies, dando-lhes um lugar especial na sua vida. Ligue a amigos que já não vê há muito tempo e permita-se conversar ou passar algum tempo com eles.

Você é importante, importa que esteja bem!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: