Cuidados mindful na era digital

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Ana Sousa

Ana Sousa

A era digital traz-nos muitos aparelhos que utilizamos para poupar tempo e fazer várias actividades ao mesmo tempo. Muitas pessoas se confrontam com a forma como poderão utilizar esse mesmo tempo que poupam para promover em si bem-estar físico e psicológico. À medida que fomos habituados a uma série de aparelhos digitais (máquinas que nos fazem as refeições sem grande intervenção da nossa parte, telemóveis com aplicações que nos fazem chegar informação resumida e nos poupam tempo de pesquisa, entre outros), vamos percebendo que adicionamos mais tarefas ao tempo que acabou de ser libertado, em vez de o aproveitar para descansar ou relaxar.

Esta consciência digital pode ser definida como um tipo de raciocínio que integra o que os dispositivos podem fazer por nós e um planeamento frenético da nossa parte sobre o que podemos fazer em simultâneo ou logo a seguir. Este tipo de raciocínio pode estar a retirar-nos tempo para nos focarmos nas tarefas que estejamos a fazer no momento, sem nos preocuparmos com o que iremos fazer de seguida. William Powers, no seu livro “Hamlet’s BlackBerry”, refere que tem sido cada vez mais difícil para as pessoas focarem-se numa única tarefa, seja ela física ou mental, sem estarem sempre a dispersar-se com outras adicionais.

O instinto de estarmos constantemente atentos ao telemóvel para ver se surgiu alguma mensagem, telefonema ou e-mail (fazendo-o, segundo o autor, em média a cada seis minutos), ou a dificuldade de nos focarmos inteiramente num filme do início ao fim, alertam-nos cada vez mais para a necessidade de trabalharmos esta capacidade de atendermos ao momento presente.

O argumento de que os nossos cérebros se adaptaram na forma de trabalhar para podermos fazer uso da tecnologia pode também ser utilizado para os reprogramar a focar mais no momento presente, como mostra a investigação associada à neuroplasticidade, acerca da flexibilidade do cérebro humano.

À medida que a tecnologia tem avançado, avançam também as necessidades das pessoas relacionadas com uma vida saudável. O mindfulness e as técnicas de meditação têm tido cada vez mais ênfase, mesmo e sobretudo no mundo empresarial. Nesta batalha que travamos para voltar a ganhar algum controlo sobre a tecnologia, o mindfulness afigura-se como uma ferramenta muito importante para ganhar algum espaço e perspectiva na nossa vida. No mindfulness explora-se a experiência sensorial de estar vivo, em vez da sensação superficial de estar online, num mundo rodeado de tecnologia.

Disponha de alguns minutos do seu dia para se dedicar apenas a vivenciar as sensações do seu corpo no momento presente. Supondo que está ao computador a ler este texto, detenha-se alguns minutos nas sensações físicas dos seus pés em contacto com o chão, do seu corpo em contacto com a cadeira e observe a sua respiração. Não é necessário fazer qualquer alteração de posição ou na sua respiração, sinta apenas como é estar nesse momento, observe como se encontra o seu corpo. Passados alguns minutos, repare como foi esta experiência, como foi estar presente e que ensinamentos lhe trouxe. Em que reparou?

Leve este exercício para o seu dia-a-dia e permita-se usufruir o que o mindfulness tem para lhe oferecer.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse:

Add a Comment