Desligue o complicómetro!

Muitas vezes achamos que não há nada mais complicado do que ser simples. Mas para quê desperdiçar tempo a complicar? Faça o contrário e procure ser feliz em tudo o que faz.

Quando falo em ser feliz, falo em praticar a simplicidade, equilíbrio e naturalidade na forma como se relaciona consigo e com o mundo. Falo em ter clareza de propósito como algo individual e relevante para si. Compreendo que possa parecer vago o que estou a dizer, mas já parou para pensar que pode e deve tirar partido de tudo o que a vida lhe dá?

Há quem diga que a vida não está feita para ser simples todos dias, mas algumas pessoas exageram! Parecem ter sido formatadas para complicar a sua vida e dos outros. Muitas vezes, ao serem confrontadas com situações desconhecidas o primeiro impulso é complicar. Ser pessimista, esperar o pior e antecipar tragédias. Mas mesmo as coisas menos boas têm algum ensinamento para nos dar. Porque é que em vez de adoptar o papel de «vítima», não opta por ter uma atitude positiva?

Descomplique! Procure a simplicidade das coisas.

Ser simples é ser positivo, construtivo e ser solidário em tudo. Significa não esperar da vida aquilo que ela não nos pode dar e acima de tudo, valorizar e viver melhor com aquilo que temos.

Ser simples é valorizar a vida e o que se tem. É não mostrar nenhuma presunção de superioridade, é dar atenção aos outros, falar com todos da mesma maneira, não ter preconceitos, ser educado e estar sempre concentrado no essencial. Em resumo, é não criar problemas onde não existem. Se existem resolvem-se. Se não existem não são problemas.

É muito fácil cair na armadilha do «complicómetro» mas garanto-lhe que depois será muito mais difícil descomplicar.  Portando, é melhor ser simples. Até porque a simplicidade é o mais elevado grau de sofisticação”. Leonardo da Vinci

 

Algumas dicas;

  • Procure não adiar tarefas. Se tem coisas pendentes para fazer, faça-as. Adiar não só não resolve a questão, como também aumenta a ansiedade por não ter feito ainda.
  • Procure sempre soluções práticas e inteligentes. Para executar uma tarefa que leva 3 passos, para quê usar 10? (o facto de ser mais prático não significa usar a estratégia mais fácil, mas sim a mais eficaz)
  • Seja sensato. As pessoas mais produtivas são aquelas que não complicam. Usam o bom senso e focam-se no que realmente importa.
  • Tenha sempre consciência daquilo que verbaliza. Fale apenas se aquilo que pretende transmitir é construtivo e pertinente. E, claro, sempre de forma educada.
  • Defenda as suas convicções de forma assertiva.
  •  Não precisa de florear muito. A explicação mais simples normalmente é a mais eficaz.

 

Autora: Paula Brito

Psicóloga Clínica

2015-11-09T11:38:03+00:00 Novembro 9th, 2015|Desenvolvimento Pessoal, Paula Brito|

Um Comentário

  1. Thaís 19/11/2015 at 17:02

    Simplesmente perfeito pra mim. Obrigada! 🙂

Comments are closed.

Translate »