Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Junea 2A Psiquiatria é uma profissão fabulosa.  Alia o olhar médico (técnico-cientifico) ao olhar psicológico, emocional do paciente.

Ser Psiquiatra é descobrir todos os dias a individualidade de cada um, num mar de diagnósticos padronizados. É aprender que os medicamentos podem ser os mesmos, mas os tratamentos são inúmeros.

Muitos pacientes perguntam-me como distinguir o que faz a Psiquiatria e o que faz a Psicologia. Gosto de explicar com uma estória: “Imagine que você esta num poço de areia movediça. Quanto mais você mexe e desespera-se, mais se afunda. Agora pense que surge, inesperadamente, um chão aos seus pés. Com muita desconfiança, você se apoia nele e vai percebendo que ele é firme e que você está parando de afundar. A partir daí, você começa a ter condições de respirar  e pensar numa forma de sair daquela situação.”   Ao meu ver, a medicação é o chão que surge aos pés, que nos devolve a capacidade de planejar nossa saída. Mas somente na terapia entendemos porque fomos parar ali e aprendemos qual a melhor estratégia para sair daquele poço e não voltarmos mais para lá.

Ao longo de 20 anos de clínica acredito que a Psicologia é indispensável para a saúde emocional e física da população. Encontrei na Oficina de Psicologia uma forma de pensar e atuar em Psicologia que me encantou. É com muita honra e muito empenho que represento a marca e sua filosofia no Brasil.

 

Psiquiatra pelo Hospital das Clínicas UFMG

Psiquiatra Infantil pela FHEMIG

Formação em Terapia Cognitivo-comportamental

Formação em EMDR (em andamento)

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin