Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Pedro Barbosa da Rocha

Pedro Barbosa da Rocha

Pedro Barbosa da Rocha

A transformação das realidades social, política e económica tem assumido um impacto determinante na vida de todos nós, materializando-se numa exigência contínua de redefinição de objectivos, pessoais e profissionais. Tal facto resulta em causa e consequência da forma como os diferentes papéis sociais que assumimos são, hoje, pensados e sentidos.

Com frequência, é-nos exigido mais e melhor, num clima de competição feroz por recursos escassos e de intolerância, o que tem contribuído para a emergência de mais e maiores dificuldades de adaptação, por parte dos indivíduos e das famílias.
Resulta da minha experiência pessoal e profissional, quer ao nível comunitário, quer ao nível hospitalar e privado, quer ainda ao nível empresarial, a firme convicção de que todas as Pessoas e Famílias, independentemente do seu estatuto profissional, familiar e/ou socioeconómico, atravessam, em determinados períodos do seu ciclo de vida, tempos de dificuldade e de disfuncionalidade.

Decorre, igualmente, dessa experiência a Feliz constatação de que os indivíduos e as famílias são, na maior parte dos casos, simultaneamente, origem e solução dessas mesmas dificuldades, bem como, de que todos, sem excepção, possuem recursos (muitas vezes desconhecidos) que lhes permitem combater as referidas dificuldades, ultrapassando-as de forma resiliente.

Entendo que o papel do psicoterapeuta deverá ser, “tão-somente”, o de catalisador da mudança. Para que tal tenha efeito, o mesmo deverá disponibilizar-se, genuinamente, para apoiar o paciente e/ou a família no processo de autoconhecimento e de co-construção de novos significados e experiências, passíveis de contribuir para uma existência individual e familiar, pessoal e profissional, mais feliz e realizada.

Enquanto psicólogo acredito que todas as pessoas têm, na sua essência, uma estrutura existencial assente em pressupostos de bondade e de solidariedade; que todas as pessoas merecem encontrar o seu caminho para o equilíbrio interior e para a realização pessoal; que todas as pessoas merecem uma oportunidade (seja ela a primeira, a segunda, a terceira…) para conhecerem e darem a conhecer o melhor de Si.

 

Licenciado em Psicologia Clínica pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa.

Mestre em Psicologia, área de especialização em Stress e Bem-Estar, pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa.

Desde 2005 que desenvolve Acompanhamento Psicoterapêutico com Adultos / Terapia Conjugal/Familiar nos mais variados contextos (Hospitalar, Comunitário/Reabilitação, Académico e Privado), sendo igualmente formador no domínio comportamental.

Cédula profissional nº: 4347

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin