Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Natália Antunes

Natália Antunes

Natália Antunes

Quando me iniciei na aventura da Psicologia, rapidamente me apaixonei. Conhecer novas pessoas, novas histórias, imaginar o passado e (co)construir o futuro, são experiências que muito nos engrandecem enquanto pessoas, psicólogos e terapeutas.

Apaixonei-me pela Psicologia Sistémica/Familiar pelo enfoque que coloca nas relações e nas diferentes perspetivas que cada membro de uma família ou de um casal pode trazer para a multiplicidade de vivências de cada um.

Acredito que, ao contrário do que muitos ambicionam, torna-se inexequível e irrealizável conhecer tudo, ter a experiência de tudo aquilo que nos rodeia. Porque tudo é muita coisa, e mesmo com todas as ferramentas ao nosso dispor, é delicado chegar mais além. Porque cada sistema é em si mesmo um sub-sistema, dentro de outro sistema maior, que por sua vez é também um sistema dentro de outro sistema ainda maior…

Como é impossível conhecer tudo, guio-me pela Humildade Científica e logo compreendo que a melhor forma de alcançarmos um saber maior, é ter como alavanca as múltiplas visões sobre a realidade que, desde logo, permitam investigar os pontos de diferença, porque é nessa diferença que se gera novo conhecimento. De facto, a nossa visão dos acontecimentos é apenas e só uma visão da realidade!

Vamos ser sempre seres em construção, tanto de nós mesmos, como da nossa realidade envolvente, que nos vai transmitindo significados que nos permitem a interpretação de tudo o que existe, dando-nos igualmente informação acerca do caminho que devemos seguir e da porta que devemos abrir.

Conforme o nosso passado e presente, também podemos formar as nossas expectativas de futuro, aquilo que ansiamos atingir, mas que tantos receios e angústias nos faz ter. As crises, que são igualmente momentos de mudança, tudo contribui para a nossa construção pessoal que visa o conhecimento, o saber e a evolução do nosso sistema. Todos temos o nosso brasão pessoal que, em junção com outros brasões, se vai moldando numa lógica de cumplicidade, de humildade e modéstia, para um saber maior e mais repleto de histórias.

É com base nestas premissas que desenvolvo a minha intervenção a nível individual, com casais e com famílias.

 
  • Mestre em Psicologia Clínica – Subespecialização em Sistémica, Saúde e Família pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
  • Doutoranda do Programa Interuniversitário de Doutoramento em Psicologia Clínica, Psicologia da Família e Intervenção Familiar, pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa – Investigação na área do Envolvimento Paterno, sob orientação das Professoras Doutoras Salomé Vieira Santos e Maria Teresa Ribeiro, de Lisboa.
  • Coordenadora do Projeto Alta de Coimbra – ATLAS – Associação de Cooperação para o Desenvolvimento.
  • Consultas de Terapia Familiar/de Casal no CEIFAC – Centro Integrado de Apoio Familiar de Coimbra.
  • Curso de Formação do “Programa para o Fortalecimento de Famílias”, da autoria da Professora Doutora Karol Kumpfer.
  • Membro Associado da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar.
  • Membro Efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses – Cédula Profissional número 13161.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin