Estou empanado

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Cristiana Santos

Cristiana Santos

Imagine o pneu de um carro. Agora imagine um ponto na parte superior desse pneu.

Enquanto o carro estiver parado, o ponto mantém-se na parte superior, mas para que ele possa andar, esse ponto vai necessariamente começar a descer, vir abaixo e voltar a subir. E este seu movimento irá impelir o carro para a frente.

Agora imagine que você é esse ponto e que o carro é a sua vida.

Se estiver sempre “em alta” está parado. A evolução natural da vida é feita de movimento, pelo que nunca nada fica sempre em cima ou sempre em baixo, e a suave alternância dos dois pólos é viver.

Claro que preferimos estar em cima em vez de estar em baixo! (Mesmo porque às vezes parece que nunca vamos sair dali!) Mas experimente, da próxima vez que estiver no ponto mais baixo, ficar curioso e expectante do que a vida lhe reserva a seguir. Mesmo a diferentes velocidades, todos nós, inevitavelmente, vamos começar a subir…

Então se “estar em baixo” é normal e transitório para quê psicólogos e psicoterapia?

O psicólogo é um facilitador de mudança e a psicoterapia é um processo de redescoberta de si próprio, das suas necessidades e do seu caminho. Nem sempre a estrada é suave e alguns sobressaltos acabam por danificar a nossa resistência tornando o caminho mais penoso.

Uma intervenção, ainda que breve, diminui o sofrimento e restaura a qualidade de vida.

Não se assuste com os seus momentos menos positivos, fazem parte de estar vivo. Mas se forem muito intensos e persistentes não deixe de pedir ajuda.

Até os melhores carros ficam atolados na areia!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: