Hipnose e menopausa

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Susanne Diffley

Susanne Marie França

Hipnose clínica diminui afrontamentos na fase da menopausa

A menopausa é uma fase de grande mudança física, psicológica e emocional, frequentemente associada a sintomas de algum desconforto, entre eles os acessos de calor, vulgarmente conhecidos por afrontamentos. Estes são caracterizados por uma enorme sensação de calor que sobe pelo corpo, envolvendo-o, acompanhado por vezes pela ruborização da pele, pelo excesso de sudação, mal-estar no estômago, dor de cabeça e taquicardia. O desconforto provocado pelos afrontamentos pode igualmente manifestar-se sob a forma de suores nocturnos, traduzindo-se em noites de insónia e enorme desconforto.

Gary Elkins, professor de psicologia e neurociência na College of Arts & Sciences da Universidade de Baylor, nos EUA, realizou um estudo com 187 mulheres na fase de menopausa por um período de cinco semanas, em que tinham sessões semanais de hipnose clínica e prática diária de exercícios de auto-hipnose, com o intuito de controlar os afrontamentos. A evolução da intensidade dos sintomas foi monitorizada pela aplicação de sensores na pele para medir a intensidade da sudação e temperatura dérmica, bem como com questionários de automonitorização. A terapia semanal por hipnose incluía sessões presenciais com indução por relaxamento e sugestão hipnótica com imagética e visualização criativa, em que as mulheres eram guiadas a ter sensações de frescura induzida ao imaginarem percursos na neve, cascatas de água, etc. Os resultados demonstram que, na quarta sessão, as crises de afrontamentos diminuíram cerca de 70%, e três meses após o fim das sessões a redução continuou de forma progressiva até aos 80%, e em algumas mulheres os afrontamentos desapareceram.

Na Oficina de Psicologia temos ao seu dispor profissionais especializados na área da menopausa e hipnoterapia clínica que podem ajudar a controlar e a gerir os sintomas de modo a reestabelecer o seu bem-estar e equilíbrio físico e emocional.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse:
  • No related posts found.

Add a Comment