Inteligência emocional nas crianças

Inteligencia emocional nas criancas

 

Estará o sucesso académico associado apenas ao famoso QI (quociente de inteligência)? Será que este sucesso é medido unicamente pelas horas de estudo e competências cognitivas? Sabe-se hoje que a Inteligência Emocional desempenha um papel de destaque no sucesso académico, mas também no sucesso profissional e na satisfação pessoal. Ou seja, de que valerá a um filho ser muito inteligente se ficar sempre ansioso antes de um exame? Como lidará ele com a frustração de nem sempre conseguir os resultados que gostaria? Investirá mais na compreensão do trabalho que precisa de efectuar ou afundará em processos de auto-crítica que não lhe trarão qualquer benefício?

Sabe reconhecer uma criança emocionalmente inteligente? Nós damos-lhe algumas pistas:

crianca emocionalmente inteligente

Falar de emoções nem sempre é fácil. Gerir emoções “em ponto pequeno” ainda menos fácil é. A todo o momento estamos a sentir e a todo o momento estas emoções têm impacto naquilo que fazemos e como fazemos. Por isso, a forma como o seu filho gere as relações com os colegas, o modo como gere as emoções associadas ao seu desempenho académico, a forma como lida com “os soluços” típicos do crescer têm impacto na forma como encara os seus desafios quotidianos (incluindo os desafios escolares). Isto porque as emoções andam de mão dadas com pensamentos, sensações no corpo e comportamentos, que a criança nem sempre consegue reconhecer, o que torna tudo mais complexo! Por isso, crescer em emoções torna-se tão importante como crescer em tamanho e em conhecimento, pois ter uma relação saudável com as emoções e saber lidar com elas será importante para o bem-estar e saúde mental da criança – agora e no seu futuro! Deixamos-lhe neste artigo algumas dicas para estimular a inteligência emocional das crianças.

inteligencia emocional

Mariana Santos Paiva
Mariana Santos PaivaPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos