Mas afinal para que serve o coaching parental?

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Rita Castanheira Alves

Rita Castanheira Alves

Educar não é uma tarefa simples ou sempre igual. Os filhos não trazem manual de instruções e por isso não há receitas ou uma instrução única para todas as situações. Como tal, educar os filhos e lidar com os desafios do seu desenvolvimento é uma tarefa complexa para pais e para mães, que se sentem frequentemente sozinhos e sem respostas sobre quais as estratégias para lidar com as diferentes situações que se deparam na relação com os seus filhos. Nem sempre sabem se determinada reacção, comportamento é característico da fase de desenvolvimento e passará ou se é problemático, como parar uma birra que é diária, a indisciplina ou como lidar com uma reacção inesperada, um desafio dos limites ou uma oposição severa às regras estabelecidas pelos pais. Perante todas estas dúvidas, pela complexidade da tarefa de educar e pela especificidade de cada criança/adolescente, beneficiar de acompanhamento parental poderá ser útil e permite aos pais desenvolverem melhores competências parentais e especialmente porque promove a confiança e segurança nas suas acções e maior conhecimento do seu filho e das práticas parentais. No fundo, é uma ajuda porque permite aos pais um maior auto-conhecimento enquanto pais e conhecimento da relação entre as suas acções e os comportamentos dos seus filhos, ajudando-os por um lado a prevenir certas situações/comportamentos-problema ou a resolvê-los quando surgem.

 

O coaching  parental previne e resolve…

O coaching é especialmente importante quando os pais não estão a ser capazes de lidar com os seus filhos, embora seja uma ferramenta útil para todos os que educam, no sentido de se munirem de estratégias úteis de forma preventiva, estando preparados previamente para possíveis situações e comportamentos problemáticos mas inclusivamente poderá ser uma ferramenta que lhes permita evitar certos problemas no crescimento dos seus filhos e na interacção com os mesmos. É um contributo para um futuro dos filhos mais saudável e para uma interacção pais e filhos mais feliz, segura e saudável, base essencial para o desenvolvimento equilibrado de todos nós.

 

Coaching parental um dia, não sabe o bem que vos fazia…

Ainda existe muita vergonha ou dificuldade na procura da ajuda. Muitos pais e mães vivem com a ideia que é suposto saber educar uma criança e que é suposto termos um “instinto” que nos dá todas as respostas para lidar com os filhos, não se permitem sentir que falharam ou que não sabem como fazer e consequentemente não sabem como lidar com a culpa que dai advém. Na maioria dos casos, assim que percebem que o processo não passa por encontrar culpados ou atribuir falhas mas sim ajudá-los a desenvolver práticas mais adequadas, e ao sentirem que são capazes, costumam inclusivamente partilhar que gostariam de ter vindo procurar ajuda há mais tempo.

Não saber fazer tudo nem saber fazer tudo bem é parte de ser Humano e porque não deveria ser assim na complexa tarefa de educar um filho? Afinal estudamos para ser médico, para ser cozinheiro ou para ser jornalista. Porque não podemos estudar e aprender para ser melhor pai ou melhor mãe?

 

E se quiser vir experimentar, se quiser vir saber melhor como o coaching parental o poderá ajudar no grande desafio que é educar, venha ter connosco! Estamos cá para ajudar.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: