Perdido no escuro? Ligue o interruptor Mindful

 Ligue o interruptor mindful

“Os contos servem para adormecer as crianças e para despertar os adultos.” 

Hans Christian Andersen

Se algumas das suas histórias começam por “eu devia”, “eu não devia”, “eu gostava”, “nunca ninguém…”, “as pessoas sempre…” então este texto é para si.

Todos nós gostamos de uma boa história, verdade? Saímos de manhã para o trabalho, recebemos um email  convocatória para uma reunião relâmpago com o chefe e a nossa mente começa a mil a tentar arranjar uma boa explicação para o imprevisto: “terei feito algo errado?”, “será que não fiz alguma coisa que me pediram?”, “vou ser chamado à atenção?”, “não devia ter chegado atrasado”… É isto, acontece alguma coisa e a nossa mente começa com um “era uma vez..” e segue com um tornado de pensamentos que muito nos desgasta. É-lhe familiar este tipo de enredo mental?

Quando história, sobre história nos vamos enrolando num ciclo vicioso de dúvidas e auto-julgamentos, ficamos de luz apagada, seriamente impedidos de contactar com a (nossa) verdadeira essência. O Mindfulness permite-nos reconhecer o bom e mau nas nossas histórias sem que sejamos engolidos por elas. E é justamente esse distanciamento que nos permite ver, reconhecer e respirar com alívio o bicho papão que nos atormenta internamente.

Crescemos a ouvir contar histórias… o nosso cérebro desenvolveu esta capacidade fabulosa e muito útil de dar significado ao mundo que nos rodeia, contudo é importante lembrar que quem conta a história… não é a história! 🙂

Uma atitude curiosa e compassiva sobre o que se passa dentro e fora de nós permite criar na nossa mente um espaço amplo onde pensamentos, sentimentos, sensações vêm e vão. É isso mesmo, vêm e vão sem nos bloquear, sem nos prender, sem nos afundar, sem nos desafiar para uma luta… este espaço chama-se tomada de consciência. Neste espaço, uma história é uma boa história, mas apenas isso!

O que sente quando conta histórias sobre si? Sobre a sua forma de ser e estar no mundo? Sobre a sua forma de reagir com os outros? O que os outros pensam e sentem sobre si? Como reage a situações novas ou imprevistas?  Como se compara face aos outros?

Observe… O que surge?

Crítica? Exigência? Reconhecimento? Desânimo? Validação? Vergonha? Medo? Nada?

Respire… Observe… O que surge?

Perdido no escuro?

Ligue o interruptor Mindful!

Na Oficina de Psicologia, construímos o Programa ExperiMente Mindfulness que, ao longo dos últimos anos, tem permitido a muitas pessoas iniciarem uma prática regular de Mindfulness.

Inscreva-se já aqui

Histórias na cabeça?

Liberto-as todas…

Um dia vão fazer sorrir alguém!

Contamos consigo? Para se inscrever preencha este breve formulário de 2 minutos:

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Vera Lisa Barroso
Vera Lisa BarrosoPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2017-03-28T14:27:51+00:00 Janeiro 31st, 2017|Mindfulness, Serviços, Vera Lisa Barroso|