Quando respira como se estivesse relaxado fica relaxado

Quando respira como se estivesse relaxado, fica relaxado

O relaxamento não é só um estado agradável, é também um importante antídoto natural na reação de stress, permitindo ao organismo recuperar e inverter os efeitos do stress sucessivo. Quando estamos num estado de relaxamento, o ritmo cardíaco diminui, a pressão sanguínea baixa, a respiração fica mais lenta e profunda, os músculos descontraem-se.

A respiração de relaxamento é, talvez, o exercício de relaxamento mais simples, porque está centrada numa função natural do corpo. O nome resulta do facto de, quando estamos relaxados, respirarmos de maneira diferente da de quando estamos stressados.

Convido-o a um exercício fácil de aprender, agradável, seguro, natural e sem efeitos secundários negativos. Componha um ambiente agradável e sossegado. Pode sentar-se ou deitar-se. Solte a roupa apertada, tire os sapatos (e os óculos, se tiver) e ponha-se completamente confortável.

  • Inspire pelo nariz e expire pelo nariz e pela boca (aberta ligeiramente).
  • Inspire o ar para o abdómen. Sinta a barriga a subir à medida que inala e a baixar quando exala.
  • Respire devagar – caso contrário, irá ficar com hiperventilação (as tonturas durante o exercício são provavelmente um sintoma de hiperventilação, isto é, o exercício está a ser realizado depressa demais ou demasiado profundamente).
  • Comece por expirar completamente o ar dos pulmões ao se preparar para inspirar profundamente.
  • Observe e foque a atenção na sua respiração.
  • Se tiver dificuldades, coloque uma mão sobre a barriga e a outra sobre o peito. À medida que respira, concentre-se na mão na barriga a mover-se e na mão no peito quieta.

Comece por praticar a respiração de relaxamento durante cinco minutos, depois aumente lentamente para os quinze ou vinte minutos ao longo da semana.

Devido à associação entre ansiedade e hiperventilação, o relaxamento tem um papel a desempenhar como um preliminar à reeducação respiratória e como componente para lidar com o stress.

Está comprovado que o treino da respiração origina uma frequência respiratória mais lenta, uma diminuição na ansiedade e uma redução na frequência e intensidade dos ataques de pânico.  

2017-03-18T08:44:19+00:00 Agosto 25th, 2014|Prática do dia-a-dia, Stress|