Se eu não cuidar de mim, quem cuidará?

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Vera Martins

Vera Martins

Ultimamente tenho notado em vários clientes dificuldades variadas ao nível do cuidado consigo próprios. Em muitas sessões tenho abordado este tema do auto-cuidado e talvez seja útil falar neste tema também para si, que nos lê.

Quando falamos de cuidar de nós, falamos de cuidar da saúde a nível psicológico e corporal. Cuidar de mim, é praticar no dia-a-dia acções necessárias para manter o meu bem-estar. Estas acções podem ser mais:

Preventivas – se quero evitar situações de doença ou mal-estar;

De manutenção – para facilitar e regular uma situação estável e de saúde;

Reparadoras – se preciso de repor o meu bem-estar ou recuperar a minha saúde;

A Psicoterapia pode ser eficaz e importante em todas estas fases da nossa vida. Ajudando a sinalizar necessidades, a promover acções de reparação ou de prevenção ou ajudando a regular a saúde e a satisfação pessoal durante uma fase da vida mais exigente ou de maior fragilidade.

Mas o auto-cuidado deve estar presente ao longo da vida. O carinho por nós próprios deve ser exercido todos os dias.

Mas então, como perceber e avaliar se o meu auto-cuidado precisa de cuidados?

Por exemplo, colocando a si próprio algumas destas questões:

– Ando a colocar as necessidades das outras pessoas à frente das minhas?

– Esqueço-me de consultas, tratamentos ou outros compromissos importantes para mim?

– Ando a adiar a resolução de problemas importantes e que condicionam a minha vida futura?

– Tenho um problema de saúde e não faço prevenção para que não piore?

– Sinto-me muito cansado e adio períodos de descanso?

– Ando negligente com a minha alimentação e com o meu sono?

– Permaneço isolado e sem recorrer a pessoas que me possam apoiar e que me permitam trocar afectos e usufruir da vida?

Se respondeu a algumas delas que “sim”, procure inverter a situação para promover e melhorar o cuidado consigo próprio. Se está com dificuldades de auto-cuidado procure ajuda profissional. A longo prazo, as dificuldades em cuidar-se podem ter consequências negativas.

Pela sua felicidade cuide bem de si!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: