Artigos

Sobre os perigos do Verão, nas relações!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
Inês Mota

Inês Mota

O Verão é umas das alturas por excelência para uma pausa e descanso merecidos. No entanto, esse descanso e recarregamento de energias pode ser mais dificilmente encontrado na conjugalidade.

Já antes das férias entrarem em vigor, os desacordos já se fazem ouvir e sentir, pois um gostava de passar férias num local, de uma determinada maneira e outro noutro, sendo que por vezes as vontades não são mesmo coincidentes.

Os atritos podem-se continuar a somar se as famílias de origem entram na equação, “a minha família tinha muito gosto se…”, “não queria deixar os meus pais sozinhos”, “… o meu irmão está a passar por dificuldades, queria estar por perto…”, ficando os casais com resoluções não fáceis de tomar.

Se adicionarmos as vontades e necessidades dos filhos tanto dos pequenos como dos adolescentes já percebemos que os casais têm afinal grandes projetos de gestão, numa altura que pede descanso.

É verdade que no verão e com as ondas de calor, quase tudo aquece, mas não necessariamente as relações. Sabe então como está a temperatura da sua relação?
Em matéria de conjugalidade o Verão não faz milagres, pelo contrário, soma mais obstáculos, de uma forma inversamente proporcional à vontade e necessidade de descanso.

Por mais que lhe apeteça desligar e deixar-se levar pela moleza que o calor provoca, esteja atento aos sinais, que estão a gritar ajuda para a sua relação.

É verdade, poderá estar exausto nesta altura, do trabalho, das encruzilhadas da vida, mas sente-se desvitalizado e sem forças ou esperança para investir na sua relação? Este é um grande sinal de alerta que precisa de se abastecer de energia, de forma a prevenir a rutura.

Apesar de lhe parecer um movimento contrário à sua vontade, talvez seja mesmo melhor dar a volta e seguir a direção da sua relação.

Se lhe parece que no dia-a-dia da sua relação acabam por vir ao de cima variados assuntos antigos, azedos e poeirentos, este é um sinal grave de que a sua relação está infetada pelo ressentimento, e que precisam urgentemente de retirar esse grande e opaco pedregulho do caminho, de forma a evitar a rutura. Neste tipo de clima, o Verão não espalha magia.

Se, pelo contrário, na sua relação parece pairar um silêncio diferente e repara agora que já não existem aqueles pequenos arrufos por pequenas coisas, este é muitas vezes um sinal de alerta de que se encontram perigosamente emocionalmente distanciados. Aproveite o Verão para se aproximar e criar um clima diferente.

Se na sua relação repara que predomina uma atmosfera negativa, e que estão centrados numa postura crítica e defensiva, “picando-se” constantemente e se dá por si a imaginar uma vida melhor e diferente longe desta relação, tome extrema atenção, pois estes são dois sinais de alerta de que pode estar perante uma eventual rutura.

Se constata que a bandeira está vermelha para a sua relação, não vá à água, mas aproveite o Verão para deixar a sua relação ao rubro.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
0
  Talvez também lhe interesse:

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress