Uma forma de viver extenuante

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Tânia da CunhaÉ possível que já saiba, mas não é demais lembrar que nenhum ser humano pode ser inteiramente competente e destacar-se em todas as áreas de funcionamento. Querer ter sucesso é adequado, mas exigir a si próprio o dever de ter sucesso é tornar-se vítima da sua própria e sentimentos de incompetência.

Se por um lado o sucesso traz vantagens, por outro lado, a energia que por vezes, gastamos para o conseguir, gera tensões excessivas e força-nos a ir além das nossas possibilidades físicas, podendo desencadear doenças.

Quem acredita ter obrigação de ter sucesso, desafia-se a si próprio para comprovar o seu poder, ao mesmo tempo que se compara aos outros e luta por ser o melhor. Deste modo, acaba por ser mais dirigido pelos outros que por si mesmo.

Ao colocar a ênfase no dever ter sucesso, perde-se um objetivo importante que é viver feliz e de acordo com os seus próprios interesses, e confunde-se o valor extrínseco com o valor intrínseco que cada um deve ter de si próprio.

A preocupação pelo sucesso, provoca o medo de fracassar, de cometer um erro, retirando o prazer na vivência das atividades em que nos envolvemos.

Em vez desta necessidade ilógica de ter sucesso em tudo, sustentando a crença: “eu só me considero importante, se for muito competente, auto-suficiente e capaz de conseguir qualquer coisa que queira”, experimente:

  • Agir, em vez de agir bem, disfrutando não só do resultado, como do processo que a ele conduz.
  • Ao agir bem, faze-lo para sua própria satisfação e não para ser melhor que os demais.
  • Ao atuar bem para sua própria satisfação não querer faze-lo perfeitamente bem, nem lutar por subjugar os outros, mas sim desenvolver-se a si próprio.
  • De vez em quando avalie se procura um objetivo em si, ou um objetivo que lhe dá satisfação.
  • Aprender a aceitar os seus erros e confusões, em vez de se horrorizar com eles, tentando melhorar a situação.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse: