A melancolia do tempo escuro

Resumo: Os dias mais escuros, o frio e a chuva e parecem contribuir para o aumento de sintomas depressivos durante o Outono e o Inverno.

A melancolia do tempo escuroCom a chegada do Outono, sente-se mais lento/a? Tem mais dificuldade em acordar de manhã? Cede mais facilmente à tentação das guloseimas? Tem mais dificuldade em estar concentrado/a no trabalho ou até quando está à conversa com amigos/as? Ou simplesmente, sente-se deprimido/a?

Se respondeu sim a uma, ou mais, destas questões, então pode sofrer de SAD (Seasonal Affective Disorder = Perturbação Afetiva Sazonal). Esta é uma dificuldade que afecta milhões de pessoas em todo mundo, principalmente no Hemisfério Norte. Por exemplo, estima-se que cerca de 5% da população norte-americana sofre de SAD.

De uma forma geral, toda a gente sente alterações no seu comportamento e nas suas emoções conforme a estação do ano – contudo, nem todos o sentimos da mesma forma. É como se existisse um espectro, onde algumas pessoas se colocam numa ponta, onde as alterações no seu comportamento e emoções são muito pouco visíveis, e algumas pessoas se colocam no outra ponta, sofrendo grandes alterações de humor, de energia, de padrões de sono e de alimentação. Nesta lado do espectro, o grau de dificuldade pode ser tão grande que pode ser necessária ajuda psicológica.

Sintomas

Mas então quais são os sintomas possíveis de SAD?

  • Dificuldade a acordar de manhã ou tendência para dormir demais;
  • Tendência para também comer demais, principalmente guloseimas ou “porcarias”, o que pode levar a um aumento de peso;
  • Falta de energia, cansaço ou fadiga;
  • Dificuldade em concentrar-se ou em completar tarefas do dia-a-dia;
  • Isolamento de actividades sociais, dos amigos e/ou da família;
  • Desejo sexual diminuido;
  • Pessimismo, tristeza e melancolia;
  • Ausência de prazer e motivação nas tarefas diárias;
  • Irritabilidade e ansiedade.

Para uma pessoa com SAD, é como se existissem duas personalidades diferentes dentro de si: uma durante a Primavera/Verão, e uma durante o Outono/Inverno. A primeira tem energia, é produtiva no trabalho, é alegre nas interações com as outras pessoas e toma iniciativa perante a sua vida. A segunda, por sua vez, está sempre desconcentrada, cansada, tem dificuldade em lidar com as tarefas do dia-a-dia e prefere estar mais sozinha. Como se, com a chegada do frio, a pessoa hibernasse. Depois, com a chegada da Primavera, tudo volta ao normal.

Qualquer pessoa pode sofrer de SAD, independentemente do seu sexo, género, idade, extracto social ou habilitações literárias. O único factor determinante parece ser a localização geográfica: quanto mais próximo dos pólos, maior a probabilidade de desenvolver SAD, devido à menor exposição solar e à existência de Invernos mais rigorosos.

A duração destes sintomas também é muito variável de pessoa para pessoa, sendo que pode ser durante apenas um mês ou durante toda a estação do Outono e do Inverno. Devido à sua regularidade sazonal, algumas pessoas com SAD conseguem até prever quando é que os seus sintomas vão surgir.

Tratamentos e dicas

Os tratamentos existentes para SAD incluem: medicação (e.g. antidepressivos), fototerapia ou psicoterapia. A fototerapia é especialmente importante nos países nórdicos, onde a luz solar é muito escassa durante o Outono e o Inverno, o que agrava os sintomas de SAD.

Existem também pequenas alterações nas rotinas diárias, que podem ser implementadas para prevenir, diminuir ou travar os sintomas de SAD:

  • Aproveite ao máximo as horas de sol disponíves;
  • Torne o seu ambiente de casa, ou do trabalho, o mais luminoso possível;
  • Mantenha um horário de sono regular;
  • Não se isole de amigos e familiares;
  • Aproveite também para aumentar a “temperatura” no quarto;
  • Faça exercício físico;
  • Tenha uma alimentação regrada;
  • Consulte o/a seu/sua médico/a de família para receber suplementos de Vitamina-D e de ferro;
  • Aprenda técnicas de relaxamento e/ou meditação;
  • Aprecie a beleza do Outono e do Inverno;
  • E, se tiver possibilidade, faça uma viagem para um local mais quente e solarengo.

Se ainda assim os sintomas persistirem, não hesite em contactar-nos na Oficina de Psicologia.

Autor: Catarina Cunha

Fonte: Rosenthal, N.E. (2012). Winter Blues: Everything you need to know to beat Seasonal Affective Disorder. New York, NY: Guilford Press.

Saber mais?

Saber mais sobre depressão

Sair da depressão?

Psicólogos Clínicos?

Curso para Psicólogos Clínicos

Marcar consulta?


PortugalBrasilAngolaNew Zealand

AppointmentGeneral informationCorporate SolutionsTraining or supervision
AdultoCriançaCasal
LuandaOP Online
AdultoCriançaCasal
Belo HorizonteOP Online
AdultoCriançaCasal

2018-01-21T15:45:57+00:00 Março 24th, 2015|Depressão, Vários autores|
Translate »