Ansiedade Infantil: fique atento ao seu filho!

 Ansiedade infantilAnsiedade é um estado emocional normal e adaptativo que nos ajuda a lidar com situações desafiantes e perigosas. Frente a uma situação desagradável real ou imaginada, nos sentimos angustiados, estressados ou chateados e isso faz com que avaliemos melhor a situação e aprendamos com isso.

Isso acontece tanto nos adultos como nas crianças e pode ter desde dimensões normais até patológicas, que é quando a ansiedade interfere em nosso cotidiano. Atualmente 1 em cada 10 crianças preenche critérios para algum transtorno ansioso ao longo da infância. Assustador, não?

A vida agitada, os desajustes das relações familiares, o uso excessivo da tecnologia, a competitividade excessiva estimulada pela sociedade tem sido algumas das causas atribuídas a esse fenômeno moderno. Além disso, não podemos nos esquecer que também existem as causas genéticas, o temperamento de cada criança e seus fatores cognitivos.

Diante do desconhecido e do inesperado é natural que qualquer ser humano entre em estado de alerta, apreensão e preocupação…com as crianças não é diferente. É comum que elas apresentem certa ansiedade e agitação diante das expectativas das experiências que estão por vir, como por exemplo, o período de volta às aulas, antes de uma viagem em família ou de uma avaliação escolar.

A ansiedade também é natural quando ocorre a separação física entre a criança e os seus pais ou frente às mudanças significativas, como a chegada de um irmão ou a recente perda de um parente querido. Por outro lado, quando a criança apresenta um quadro constante de apreensão, inquietação e impulsividade, resultando em insatisfação permanente, dificuldade de concentração, de aprendizagem e, em casos mais acentuados, apresenta também sintomas fisiológicos (como dificuldades no sono, na alimentação, dores de cabeça e falta de ar), a ansiedade pode estar denunciando uma desorganização emocional, que precisa ser cuidada.

Nestas situações, a ansiedade deixou de ser um estado psíquico momentâneo e se tornou um padrão disfuncional de comportamento. Quanto menor a criança, maior dificuldade ela tem em identificar, nomear, comunicar seus sentimentos e pedir ajuda. Por isso é muito importante que os pais observem e busquem a orientação de um profissional quando verificam que o desenvolvimento de sua criança não está ocorrendo de forma favorável.

A ansiedade não tratada pode ter consequências como: baixa autoestima, isolamento social, depressão, fobia escolar, evitação de novas situações, inadequação social e dificuldades escolares.

Não deixe que isso aconteça com seu filho! Se estiver observando tais sintomas ou mesmo que esteja “apenas ansiosa” com relação ao comportamento do seu filho, procure-nos! A Oficina de Psicologia tem profissionais capacitados e dispostos a ajuda-lo nesta questão.

Marque sua consulta!

Em nosso site principal, temos um artigo completo sobre todas as formas de Ansiedade Infantil, com um exclusivo PDF gratuito!
Acesse aqui.

The post Ansiedade Infantil: fique atento ao seu filho! appeared first on Oficina de Psicologia.

Priscilla Soares
Priscilla SoaresPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2017-09-26T08:14:34+00:00 Setembro 26th, 2017|Ansiedade, Crianças & Pais, OP BH Brasil, Priscilla Soares|
Translate »