Não gosto de mim assim

2018-04-12T11:21:47+00:00 Abril 12th, 2018|Bem-estar, Felicidade, OP Angola, Patrícia Alves|

Não gosto de mim assim Porque me sinto inadequada, porque sou uma pessoa insegura? Porque tenho dúvidas constantes e uma necessidade de agradar aos outros sem me permitir falar? Não reconheço em mim qualidades e os meus sentimentos quanto às minhas capacidades são tão vagos!!!! Porque será? Porque passei por momentos de raiva e [...]

Confiança, cumplicidade e comunicação: 3 C’s da Intimidade

2018-02-06T15:27:03+00:00 Fevereiro 3rd, 2018|OP Angola, Patrícia Alves, Relações, Serviços|

Não existem relações iguais, cada história de amor implica desafios próprios. Faz parte da relação conjugal a intimidade física e emocional. Não ajuda em nada a comparação com outros casais. Uma relação com elevados níveis de intimidade é aquela em que é possível cada um dos membros revelar-se, mostrar as suas vulnerabilidades, confiando que [...]

Você não é incapaz, você precisa de ajuda

2018-03-03T13:08:05+00:00 Janeiro 26th, 2018|Depressão, OP Angola, Patrícia Alves, Psicoterapia|

Supermulher? Hum…. Não…. Super humana! Medo de não estar a desempenhar bem o papel de mãe, de não ser suficientemente boa para aliviar o sofrimento do seu filho? Insensível a alguns dos momentos “bélicos” do bebé?! Demasiado cansada para lidar com as birras,  o banho, as novas rotinas de sono, com as pessoas no [...]

Emojis, emojis… emoções à parte!

2017-12-20T17:40:15+00:00 Dezembro 20th, 2017|Desenvolvimento Pessoal, Emoções, OP Angola, Patrícia Alves, Serviços|

Facilmente se encontram pessoas, não apenas adolescentes, submergidos em redes sociais. Não há muito tempo, num restaurante de praia observava um grupo de seis homens sentados à mesma mesa, cada um com o seu telemóvel, em que os olhos apenas se levantavam para efetuarem o seu pedido. A ausência de relações humanas é crescente [...]

Experimente “pular a cerca”

2017-06-29T15:59:22+00:00 Junho 29th, 2017|Bem-estar, OP Angola, Patrícia Alves|

Muitas vezes é-nos mais cómodo mantermo-nos na nossa zona de conforto, não nos aventurarmos, não corrermos riscos. Acomodamo-nos ao nosso modo de vida, às nossa rotinas. Deixamos de fazer projectos, de perspectivar o futuro, deixamos de ter ambição. Quando nos deparamos com novas situações, um pequeno problema, tendemos a resolvê-lo com muito mais dificuldade, [...]

Translate »