Depressão? Tristeza?

Depressão? Tristeza?

Afinal estou simplesmente triste ou posso estar com sintomas de depressão?

Quando ouvimos a palavra depressão fazemos de imediato associação a pessoas com uma tristeza profunda. Contudo, estar triste não é de todo estar deprimido, e é importante saber distinguir:

  • Na tristeza dita “normal”, existe geralmente um fator pontual que desencadeia esse sentimento de tristeza. Quando falamos em depressão esse factor desencadeante pode ou não existir, uma vez que já existem inúmeros factores, episódios anteriores marcadamente negativos associados.
  • Quando estamos simplesmente tristes, o nosso rendimento, as nossas relações interpessoais podem ser ligeiramente afectadas e num curto período de tempo, enquanto que na depressão estamos perante um desempenho social, familiar, profissional marcadamente afectado;
  • Outra diferença reside na presença ou ausência de sintomas físicos. Isto é, quando estamos tristes, mesmo que por 2 ou 3 dias, geralmente não surgem sintomas físicos associados a esta emoção. Na depressão existem muitos sintomas físicos como: dores musculares, dores de cabeça, alterações de sono, sensação de cansaço frequente.

 

A  Depressão nas mulheres

Sabia que ao longo da vida as mulheres têm um risco maior de desenvolver uma depressão comparativamente aos homens?

  • Um dos factores que pode justificar esta maior prevalência no sexo feminino diz respeito às diferenças hormonais, isto é, o ciclo reprodutivo e as suas consequentes alterações hormonais não só afetam os ciclos circadianos, como interferem com aspectos neuroendócrinos associados aos neurotransmissores, o que condiciona alterações de humor;
  • De um modo geral, existe uma grande pressão social relativamente aos vários papéis que a mulher desempenha na sociedade. Culturalmente, a mulher é vista como a principal cuidadora na família, acumulando responsabilidades como a gestão das tarefas domésticas, o acompanhamento e educação dos filhos (idas às reuniões na escola, idas às consultas médicas, os aniversários dos colegas etc.), e para além de tudo isto, existe ainda a vida profissional, igualmente exigente e competitiva.

Faça o teste!

Depressão major teste

Faça este teste também!

Depressão persistente
Cecília Santos
Cecília SantosPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2017-12-09T17:13:45+00:00 Dezembro 9th, 2017|Cecília Santos, Depressão|
Translate »