Livre-passe para uma saúde plena

Livre-passe-para-uma-saúde-plena? Alterar o código genético, pois claro!

Livre-passe para uma saúde plenaMeditação, Yoga, Tai Chi… entre outras “artes da mente e do corpo” que tanto seduzem a sociedade do século XXI não são apenas moda, tendência ou simples-formas-de-relaxamento; estas intervenções são capazes de revolucionar o nosso ADN e promover saúde a nível físico e psicológico.

 

O nosso cérebro já não é o que era. Se os nossos antepassados tiravam bastante benefício da ativação do sistema nervoso responsável por mobilizar as respostas do corpo ao stress (uma vez que esta ativação reforçava simultaneamente o sistema imunológico, reduzindo o risco de infeções de feridas), a verdade é que nos dias de hoje os fatores de stress não se prendem necessariamente com fugir de leões… os agentes de stress são cada vez mais psicológicos (muitas vezes arrastados no tempo) e, hoje sabemos, na origem de vários problemas de saúde.

 

Onde entra o código genético? Como acontecem, na prática, estas mudanças moleculares? Sempre que somos expostos a situações de stress, uma parte do nosso sistema nervoso ativa-se vivamente e nessa sequência também aumenta a produção de proteínas que causam inflamação a nível celular – uma resposta adequada e necessária para situações pontuais de stress. O problema começa quando estas situações de stress não são assim tão ocasionais… a contínua inflamação celular que tanto nos auxilia em “momentos de perigo” acelera o envelhecimento, aumenta o risco de cancro e fertiliza o terreno para outras perturbações psicológicas, como a depressão, por exemplo.

 

Contrariamente, quem pratica meditação ou yoga ou exercícios com mais de 2500 anos como o Tai Chi… exibe exatamente o contrário, ou seja, uma diminuição da produção de proteínas pró-inflamatórias e por isso uma redução do risco inflamatório, bem como de todas as doenças e condições físicas e psicológicas associadas.

 

O elenco salutar é vasto: alívio do stress, ansiedade, tensão, relaxamento dos músculos, acalmia do sistema nervoso, estados depressivos, promoção do metabolismo e do sistema imunitário… mas também flexibilidade articular, sistema digestivo, circulatório, respiratório. Para quem já beneficia do bem-estar proporcionado por estas práticas reconhece facilmente a prevenção e manutenção de saúde que elas garantem. Contudo, a novidade é trazida por investigadores da Universidade de Coventry que acrescentam a este livre-passe-para-uma-saúde-plena a possibilidade de alterar o nosso código genético.

Vera Lisa Barroso
Vera Lisa BarrosoPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2017-08-06T20:04:02+00:00 Agosto 6th, 2017|Bem-estar, Stress, Vera Lisa Barroso|
Translate »