Paciência como atitude

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Partilho convosco um ensinamento Zen, que me orientou a iniciar a prática de Mindfulness:

“Um estudante de artes marciais, no final de mais uma aula, aproximou-se do seu mestre e disse-lhe fervorosamente: – Mestre, quero dedicar-me ao estudo desta arte marcial. Quanto tempo acha que levarei para a dominar?
Ao acaso, o mestre respondeu-lhe: – 10 anos.
Imediata e impacientemente, o aluno acrescentou: – Mas eu quero dominá-la mais rapidamente que isso, Mestre! Eu vou trabalhar no duro, vou praticar todos os dias, durante dez horas, ou mais, caso seja preciso. Quanto tempo demorará, assim?
O mestre olhou para ele e respondeu-lhe tranquilamente: – 20 anos!”

E para mim, o Mindfulness é também assim. Penso que não há metas a atingir, não há uma técnica que tem de ser conhecida e dominada na perfeição para ser experimentada. Aliás, se for essa a postura, não é possível praticá-lo, apenas bloqueá-lo. No meu entender, o desafio do Mindfulness é a própria experiência, activa e continuada ao longo do tempo, é simplesmente o deixar-me ir, sem pressões, vivendo o momento presente, na espontaneidade do meu próprio compasso.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

0
  Talvez também lhe interesse:
  • No related posts found.

Add a Comment