Loading...
Madalena Lobo 2017-04-19T13:49:15+00:00

Madalena Lobo
CEO • Psicóloga • Consultora • Formadora • Lisboa

Fale Comigo

NO MEU MUNDO…

No meu mundo, a Psicologia clínica e da saúde é utilizada no dia a dia com o rigor que a ciência mais actualizada lhe confere, mas com a descomplicação e bom-senso que só a muita experiência permite.

E nos meus actos diários tem de haver humanidade, aprendizagem e humor – sem esses três componentes, esbatem-se-me as cores e fica tudo pardacento.

Por isso, são constantes as gargalhadas que passam pela porta fechada do meu consultório. E a aposta implacável na formação – contínua, forte, avançada – que exijo a todos os que partilham comigo o nome da Oficina de Psicologia. E por isso, também, o contributo largamente reconhecido da Oficina de Psicologia – OP, para os amigos – no esforço de chegar ao maior número possível de pessoas, disponibilizando honorários ajustados a diferentes bolsos e oferecendo as mais diversas peças de informação útil e aplicável à melhoria da qualidade de vida, tanto de graúdos como de miúdos.

Alguns Projectos OP

Projectos

APENAS ALGUNS DOS MUITOS DE QUE ME ORGULHO!

Experiência

PERCURSO

40 ANOS DE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Ui! Mas como é que se resumem 40 anos de experiência de trabalho? E de uma forma que faça sentido, já que é um percurso de enorme diversificação? Vou tentar, sem grandes detalhes para não o aborrecer 🙂
01. PSICÓLOGA

Psicóloga há 30 anos, desde 87. Na altura, ninguém sabia muito bem o que era um psicólogo, nem o que fazia ou como o fazia. Será que hoje já se sabe? Tenho algumas dúvidas, mas todos os dias, na Oficina de Psicologia, divulgamos os mais diversos conteúdos que visam levar este conhecimento a todos.

Tirei o meu curso na Faculdade de Psicologia em Lisboa e continuo a considerar esta instituição como a que proporciona a melhor formação em Psicologia Clínica. Na altura, optei pelo ramo clínico mais moderno – o cognitivo-comportamental – e fiz bem, porque esta abordagem continua a ser a que melhor fala a linguagem da ciência e é a vulgarmente aceite e pedida nos encaminhamentos de outros profissionais de saúde.

Depois disso, claro, as especializações e cursos foram mais do que me consigo lembrar – em Portugal, França, Inglaterra e até um curso à distância nos EUA. O que é que gostaria de salientar? Talvez o facto de ter sido uma dos psicólogos portugueses que primeiro trouxe o EMDR em Portugal: 1 dos dois primeiros a serem formados como terapeutas EMDR, uma das duas únicas entidades a dinamizarem formação acreditada em EMDR no país, a primeira supervisora nesta abordagem e à frente de uma das poucas clínicas no mundo integralmente formada em EMDR.

02. GESTORA

Comecei a gerir depois de tirar o MBA em Marketing, na Católica, integrando um banco estrangeiro e depois outro – um dos maiores do mundo. Na banca andei a gerir plataformas de contacto à distância; por exemplo, lancei o primeiro sistema de homebanking do país e criei de raíz ou reestruturei os contact centers de 4 bancos, tendo chegado a ter uma equipa de 250 pessoas sob a minha responsabilidade e elevada autonomia para todas as suas áreas de gestão.

E agora sou empresária. Noutros países, ser-se empresário tem um certo glamour, mas em Portugal o empreendedorismo ainda é olhado com desconfiança e deixado à sobrevivência de preocupações várias, e quem consegue manter-se acima da linha de água já se pode considerar como um empresário de sucesso 🙂

Na Oficina de Psicologia temos o orgulho de ter criado um excelente – e justificado – nome no mercado, existirmos há quase uma década, termos atingido uma posição de inegável destaque no sector da saúde mental internacional e… ainda por cá estarmos de boa saúde e entusiasmados com o futuro!

03. “ENSINADORA”

Ensinar é do que mais gosto fazer, quer se chame ensino ou formação e, ao longo da vida, tenho tipo ampla oportunidade para contribuir para o crescimento de diversas pessoas. Dos 3 anos aos 70 – lembro-me de celebrar o 70º aniversário de um formando num dia de aulas! De um grupo que não sabia ler nem escrever, por aí perdido numa planície alentejana, aos executivos de topo, que hoje é mais frequente ter sentados à minha frente. Ensinei Psicologia (claro!), as chamadas soft skills, temas de desenvolvimento pessoal, as artes comerciais, línguas estrangeiras e confesso que mais não me lembro, mas lá que houve mais, houve!

04. E MAIS…

Consultoria de gestão, executive search, selecção de recursos humanos.

05. E TAMBÉM!

Escolhe-se o profissional ou a pessoa, quando se opta por um Psicólogo Clínico? Escolhe-se sempre ambos e a boa conjugação de personalidades, temperamentos, visões ou estilos é fundamental para que o trabalho seja fluido e resulte bem. Por isso, deixo-lhe umas notas de alguns interesses meus que, no seu conjunto, também reflectem quem sou.

Leitora ávida não só de Psicologia, como de várias ciências, bem como de literatura e artes, é habitual recomendar livros aos meus clientes, de acordo com o que estamos a trabalhar – ou muito específicos a esse trabalho ou de alargamento da sua visão periférica.

Interessada em artes, a ponto de ter andado pela Sociedade Nacional de Belas Artes (em pintura) e outras escolas, andar teimosamente a tentar aprender guitarra e ser uma autodidata em arquitectura de interiores (há-de ver os nossos consultórios!). Aprendi a pintar paredes, consigo discutir técnicas tradicionais de construção, reciclei e restaurei vários móveis e tenho uma paixão de vida inteira por animais – todos, excepto aranhas, muito obrigada… E gosto tanto do mundo da tecnologia que cheguei a aprender uma linguagem de programação, num momento decisivo da minha vida, que bem poderia ter sido outra, muito diferente da Psicologia 🙂

Intervenções

Como psicóloga

As minhas intervenções preferidas em Psicologia

Qualquer psicólogo vai desenvolvendo as suas preferências por determinados temas, e eu não sou excepção. Deixo-lhe algumas das minhas favoritas, ainda que fiquem de fora várias outras situações que gosto de acompanhar. Na dúvida, pergunte-me!
Consultoria individual 100%
Stress e seus derivados 95%
Trauma 95%
Perturbação obsessivo-compulsiva 90%
Perturbação de pânico 85%
Dor crónica 80%

OS ADULTOS

Trabalho apenas com adultos e tenho uma postura que nem sempre é a mais habitual em Psicologia; é que os trato mesmo como adultos responsáveis, competentes para gerirem as suas vidas e tomarem as suas decisões e capazes de integrarem informação importante para os temas que me apresentam. Mantenho as consultas sempre neste plano, entre dois especialistas: um que sabe de Psicologia da saúde e outro que sabe de si próprio – e, habitualmente, tento ser a especialista em Psicologia 😉 O caminho faz-se pela contribuição de ambos para o mesmo objectivo: resolver a queixa que me trouxeram, o mais rapidamente possível, sem grandes filosofias e com muita objectividade científica.

De mim para si

Na TV

Gosto pouco de estrelatos individuais, porque sempre achei que a verdadeira estrela deve ser a equipa – é no conjunto que reside a força e a capacidade de produzir grandes feitos. Por isso mesmo, vou tentando esquivar-me, tanto quanto me é possível, às entrevistas dos mais variados órgãos de comunicação social, preferindo que sejam protagonizadas de uma forma distribuída por vários psicólogos da Oficina de Psicologia.

Deixo-lhe duas entrevistas a que não me consegui esquivar 🙂 A primeira, muito perto do lançamento da Oficina de Psicologia e a segunda a propósito do stress pós-férias.

Alguns dos artigos que escrevi

As janelas partidas

By | Novembro 2nd, 2017|Categorias: Carreira, Madalena Lobo, Relações|Etiquetas: , |

Acompanha-me numa viagem no espaço e tempo? Vamos ali num instante à Nova Iorque dos anos 70. E o que encontramos? Uma cidade pouco simpática para os turistas, dominada por violência e criminalidade, considerada [...]

Comentários fechados em As janelas partidas

Carta do seu Eu futuro

By | Outubro 14th, 2017|Categorias: Desenvolvimento Pessoal, Madalena Lobo|Etiquetas: |

Quando ambicionamos a mudança é fácil perdermo-nos em devaneios, sobretudo quando o que queremos é partir de um sítio de mal-estar para um sítio de bem-estar. Projectar sonhos, pensar no "ai quem me dera", [...]

Comentários fechados em Carta do seu Eu futuro

Terminaram as férias. E agora?

By | Outubro 1st, 2017|Categorias: Bem-estar, Desenvolvimento Pessoal, Madalena Lobo|

O momento de dizer adeus às férias e regressar ao trabalho não é fácil. O regresso às rotinas, acordar cedo, trabalho e e-mails acumulados é uma realidade à qual nem todos anseiam regressar. Sabia [...]

Comentários fechados em Terminaram as férias. E agora?

Se calhar não é memória, mas atenção!

By | Setembro 23rd, 2017|Categorias: Cérebro, Madalena Lobo|Etiquetas: , |

É frequente que uma das queixas com que os nossos clientes se sentam à nossa frente seja a propósito da memória. Ou, melhor dizendo, da falta dela. De facto, a memória é tão sensível [...]

Comentários fechados em Se calhar não é memória, mas atenção!

A ilha, a noz e a sua alimentação

By | Agosto 31st, 2017|Categorias: Comportamento alimentar, Comportamento Alimentar, Madalena Lobo|Etiquetas: |

De um lado a cenoura; do outro umas batatinhas fritas. De um lado uma maçã; do outro uma rica mousse de chocolate. De um lado um entrecosto; do outro, uns bifes de peru grelhados. [...]

Comentários fechados em A ilha, a noz e a sua alimentação

Por debaixo da assertividade

By | Agosto 27th, 2017|Categorias: Desenvolvimento Pessoal, Madalena Lobo, Relações|Etiquetas: , |

Isto da assertividade tem pouco de complicado. Ensina-se num instante, numa fórmula simples, que até se pode treinar logo na sua aplicação prática às mais diversas circunstâncias pessoais. Qualquer um pode aprender, treinar e [...]

Comentários fechados em Por debaixo da assertividade

A diversidade de emoções positivas

By | Agosto 22nd, 2017|Categorias: Emoções, Madalena Lobo|Etiquetas: |

Sabia que manter uma boa diversidade de emoções positivas ajuda a reduzir os níveis de inflamação sistémica no organismo o que pode ajudar na prevenção de doenças crónicas? Pois foram estas as conclusões de [...]

Comentários fechados em A diversidade de emoções positivas

Manter o açúcar no sangue estabilizado

By | Agosto 19th, 2017|Categorias: Ansiedade, Corpo, Madalena Lobo|Etiquetas: , |

Não me tirem o açúcar! Falar de doces é uma conversa séria para a maior parte de nós! A famosa pastelaria portuguesa, o chocolatinho – é só um quadradinho…-, a sobremesa que aconchega [...]

Comentários fechados em Manter o açúcar no sangue estabilizado

E alguns dos meus vídeos

FALE COMIGO!

Contacto

CONVERSAMOS?

Falar comigo é simples! Poderá ter alguma questão de parceria, protocolo ou trabalho conjunto que queira debater comigo, na qualidade de CEO da Oficina de Psicologia. Ou poderá estar à procura de um Psicólogo Clínico e da Saúde e querer marcar uma consulta comigo. Neste último caso, deixe-me prevenir que é pouco frequente conseguir ter agenda para novos clientes, mas lá vai acontecendo, por isso, se acha que sou a conjugação perfeita para o acompanhar, no contexto dos vários psicólogos da Oficina de Psicologia, envie-me o seu contacto.

O que é importante saber, nesse caso? Em primeiro lugar que dou consultas em Lisboa. E, em segundo lugar, que os honorários da Oficina de Psicologia, quando se escolhe um psicólogo específico, têm um pequeno adicional. Concordando com ambas as situações, envie-me o pedido de contacto e eu responder-lhe-ei muito rapidamente!

Pretendo: (obrigatório)
Marcação de ConsultaInformações ou Reunião

Translate »